SALZBURGO

“Alguns compassos de modernidade e uma imponente partitura de castelos e palácios. Quem quer que passeie pela cidade barroca de Salzburgo respira cultura. Aqui, jazz, música clássica e arte moderna entram em harmonia para formar uma obra artística completa e vigorosa”

Portal do Turismo Austríaco 

 

 

História da Cidade

O antigo rio Salzah deu assento às primeiras povoações de comunidades neolíticas. No entanto, os primeiros contornos de Salzburgo foram iniciados pelo povo Celta. Em meados do séc. 15 AC os diferentes contornos que até então haviam sido contruídos foram unidos numa cidade pelo Império Romano, nesta altura a cidade era chamada de Juvavum.

Juvavum foi entrando em decadência, chegando ao final do séc. VII num estado de Ruína. O seu renascimento foi atribuído a São Ruperto, primeiro bispo de Salzburgo. Este foi responsável por fundar um mosteiro, uma escola e uma igreja, trouxe também até à cidade um conjunto de missionários.

O nome Salzburgo significa “castelo de sal” e deriva dos barcos que transportavam sal no rio Salzach, nesta altura, mais precisamente em 1077, foi construída a Fortaleza de Hohensalzburg e expandida durante os séculos seguintes.

Largos anos mais tarde, na época moderna, ocorreu um conflito religioso. A 31 de outubro de 1731, o arcebispo Leopold Firmian assinou um Edito de Expulsão, aconselhando todos os protestantes a abandonar suas crenças não-católicas, caso contrário seriam banidos da cidade. O arcebispo confiscou grande parte das terras para sua própria família e ordenou que todos os livros e Bíblias protestantes fossem queimados. Muitas crianças até 12 anos de idade foram capturadas para serem criadas como católicas romanas.

Rio Salzach e Fortaleza de Hohensalzburg

.

.

Locais a Visitar

Igreja de São Sebastião e Cemitério

A Igreja de São Sebastião é uma igreja católica do século XVI com o cemitério em anexo. Esta foi construída pelo arquiteto austríaco Kassian Singer entre 1749 e 1753. Aquando da sua construção apresentava estilo arquitetônico barroco. Teve de ser construída após um incêndio em 1818 que destruiu todo o altar.

Depois de restaurar a igreja foi criada uma estátua de São Sebastião feita por Konrad Asper.

O Cemitério São Sebastião foi recriado para a cena de fuga do filme de Hollywood, ‘The Sound of music’.

 

Igreja Franciscana

A igreja franciscana é uma das mais antigas igrejas de Salzburgo e serviu como igreja paroquial em 774. Até hoje, é o local de culto mais famoso para os habitantes.Foi inicialmente criada com o intuito de ser uma pequena igreja dedicada à Virgem Maria. No entanto foi renovada pelo bispo Virgílio e em 1139 tornou-se a principal igreja paroquial de Salzburgo.

Em 1167, o edifício original foi queimado juntamente com cinco outros na cidade e apenas a nave sobreviveu. A sua construção foi realizada no século XIII e assumido pela ordem franciscana.